Saber como funciona as peças do carro, como conservá-las e qual o momento exato de reparo ou substituição, facilita a vida de qualquer motorista. Além de manter o veículo mais conservado, a direção fica mais econômica e segura.

Uma das peças que merece atenção é o amortecedor. Neste artigo informaremos tudo o que você precisa saber sobre os amortecedores do seu carro. Confira!

O que são os amortecedores?

Você sabia que o amortecedor é a principal peça do sistema de suspensão do veículo? Esse sistema é responsável pela estabilidade do carro e é capaz de absorver as irregularidades das estradas por onde o motorista dirige, por isso é tão importante. Além disso, os amortecedores auxiliam no desempenho e asseguram que as quatro rodas do veículo permaneçam no chão, já que ele é a ligação entre as rodas e o chassi.

Existem dois tipos de amortecedores: os pressurizados, onde há a substituição do oxigênio pelo nitrogênio, que é injetado sob pressão, e os mais convencionais, equipados com fluído hidráulico e oxigênio. Quando o carro se movimenta, o amortecedor absorve a energia gerada pelo funcionamento da suspensão, transmitindo conforto e possibilitando ao motorista um maior controle na condução e frenagem do veículo.

Como funcionam os amortecedores do seu carro?

Os amortecedores contribuem muito para dinâmica do automóvel. Junto com a suspensão, eles são responsáveis por absorver os impactos do carro em relação ao solo.

Tomando como base o amortecedor hidráulico, que é o mais convencional, a peça é dividida em quatro partes principais, a primeira são os suportes de encaixes que são fixos, o superior fica no chassi do carro e o inferior no eixo de roda. Dentro do cilindro tem o pistão que se move para baixo e para cima conforme o deslocamento do veículo.

 

Na região inferior da haste do pistão, pequenos orifícios permitem a passagem do fluido hidráulico, por meio dele é gerado uma movimentação responsável pela absorção dos impactos. Isso garante um trabalho suave da suspensão, através da pressão gerada no interior e influi diretamente na sua direção, deixando-a mais leve, menos rígida e mais confortável .

Paralelo a este trabalho do pistão se encontra o cilindro de reserva, é este que recebe o fluido hidráulico. Por fim, o último componente que contribui para o bom funcionamento do sistema de suspensão é a válvula base, ela se encontra na parte inferior e é responsável por fazer com que a quantidade certa de fluido hidráulico esteja bem distribuída nas demais partes do sistema durante o trabalho da suspensão.

Como conservar os amortecedores do seu carro?

Para começar, faça manutenções periódicas no seu veículo, incluindo checagem do estado dos amortecedores. Além de avaliações e testes específicos do sistema de suspensão, nas oficinas é possível fazer o acompanhamento e realizar a troca da peça no momento certo. Aproveite as visitas regulares para manter em dia o alinhamento e o balanceamento das rodas, assim como para verificar as condições de itens como pivôs, bandejas e buchas, pois esses itens em dia ajudam na redução do desgaste dos amortecedores.

A vida útil dos amortecedores está diretamente ligada à forma como você utiliza o seu carro, por isso evite também passar por lombadas e quebra-molas na diagonal, além de transportar carga em peso excessivo e rebaixar o seu veículo. O cuidado com os buracos da estrada também é primordial para manter os amortecedores em bom estado.

Qual a hora certa de fazer a troca dos amortecedores do seu carro?

É recomendável que os amortecedores do carro sejam trocados a cada 50.000 km rodados. O modo como você utiliza seu veículo também influi no período correto de troca, por isso todo motorista precisa estar atento aos sinais de desgaste e, caso necessário, realizar o adiantamento da troca. Alguns desses sinais são: o carro movimentar excessivamente em estradas ruins, ele pender para algum dos lados dependendo da direção do vento, a vibração no volante e o balanço excessivo, mesmo quando o veículo está andando em linha reta.

Outro sinal de que os amortecedores já não estão bons é quando o óleo dele começa a vazar. Um amortecedor ruim pode interferir em diversos outros componentes do veículo. Fique atento à presença de fluidos ou de danos externos. A frenagem dos automóveis, por exemplo, pode sofrer danos já que o pneu não estará recebendo a pressão necessária do amortecedor para garantir a aderência adequada com o chão.

Carros conectados e a manutenção dos amortecedores do seu veículo

Com a tecnologia de carros conectados, algumas coisas podem mudar, de um jeito positivo, na vida do motorista. Dicas de como dirigir melhor poupando os amortecedores, como dirigir por estradas danificadas, lembretes do momento exato para se fazer a manutenção. Tudo isso está na palma da mão de quem dirige com o carro conectado via Nexer, já que todas essas informações podem ser vistas pelo motorista em nosso aplicativo.

Esperamos que esse guia, com tudo que você precisa saber sobre os amortecedores do seu carro, te ajude a se tornar um motorista mais consciente com o seu próprio veículo. Em breve traremos mais conteúdos para melhorar a direção e a sua vida como motorista. Até a próxima!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>